domingo, 26 de maio de 2013

NO FIM DA LADEIRA, ENTRE VIELAS TORTUOSAS


11 comentários:

  1. Vc foi pilulado: http://elmirdad.blogspot.com.br/2013/05/pilulas-herculano-neto-salvador-abaixo.html

    ResponderExcluir
  2. que blz isto eim? emocionante mesmo ... estive um tempo sem conseguir comentar aqui ... q bom ter conseguido hoje novamente ... beijão

    ResponderExcluir
  3. "Autopiedade é a sequela mais comum do amor".
    De fuder.

    ResponderExcluir
  4. "Agora eu luto pra
    me manter afastado
    E não te incomodar".

    Me define
    :´(

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia, mas gostei muito!

    ResponderExcluir
  6. Belíssima paisagem, valeu, Herculano!

    ResponderExcluir
  7. Dicaça, cabra!

    O disco inteiro tá aqui: http://jairnaves.bandcamp.com/album/e-voc-se-sente-numa-cela-escura-planejando-a-sua-fuga-cavando-o-ch-o-com-as-pr-prias-unhas

    ResponderExcluir
  8. Nossa , gostei bonito .. adorei o blog

    poxa me faz uma visita :
    http://www.soldadochumbo.blogspot.com.br/

    vai lá ler minha blog novela

    ResponderExcluir
  9. Bem Bem...

    Uma canção que... não saberia dizer-te bem porque (ou saberia?), levou-me a pensar em Sortelha, aquela cidade de pedra e ruazinhas íngremes...
    Imaginei-me a andar por ela, Sortelha, a cantar: "- no fim da ladeira, entre vielas tortuosas".

    Uma bela canção.
    Uma ótima e fantástica canção.

    =)

    ResponderExcluir

Comente apenas se leu a postagem.
Comentários anônimos serão recusados.

Related Posts with Thumbnails